O que é mindfulness?

Quem nunca fez o trajeto até o trabalho repensando todos os compromissos do dia, e quando chegou no local teve aquela sensação de nem saber como chegou ali?

Isso acontece porque nós temos como hábito realizar uma atividade e pensar em milhares de outras coisas.

E assim passamos grande parte da vida presos no “piloto automático”.

A longo prazo, esse ritmo de vida pode nos trazer grande sobrecarga mental e desencadear transtornos mentais ou doenças psicossomáticas.

A falta de consciência pode ainda te fazer perder momentos importantes da sua vida, comprometer sua produtividade e elevar os níveis de estresse e ansiedade.

Por isso é importante praticarmos o mindfulness (atenção plena).

Afinal, o que é mindfulness?

A prática consiste em vivenciar plenamente o “aqui e agora”, ou seja, estar 100% presente e consciente do que se está fazendo em determinado momento.

Existem várias formas de entrar nesse estado (formais e informais).

A maneira mais conhecida de entrar em mindfulness é através da meditação, considerada formal.

Assim como no esporte existem várias modalidades, a meditação também é composta por vários tipos, e alguns deles são específicos para o estado de atenção plena.

Mas também é possível praticar de maneira informal, por exemplo: comer estando intencionalmente consciente e presente nessa atividade, sem deixar a mente divagar em outros pensamentos.

Quais são os benefícios do mindfulness?

Conheça os treze principais benefícios da prática de atenção plena:

– Desenvolve a inteligência emocional;

– Trabalha a empatia;

– Favorece o autoconhecimento;

– Reduz o estresse e ansiedade;

– Aumenta a concentração;

– Reduz o envelhecimento do cérebro;

– Melhora as relações interpessoais;

– Melhora a produtividade;

– Reduz chances de insônia;

– Estimula a memória;

– Incentiva a criatividade;

– Diminui os impactos dos pensamentos negativos;

– Aumenta a qualidade de vida e promove a saúde e bem-estar.

Como praticar mindfulness?

Respiração:

Preste atenção na sua respiração e perceba como o ar entra e sai durante cada respiração, preste atenção em como seu organismo se comporta e como você se sente.

Faça isso ao acordar, antes de dormir e principalmente ao perceber um estado de ansiedade tomando conta de você.

Seja um bom ouvinte:

Ao conversar com alguém, você realmente ouve o outro ou apenas pensa no que vai responder? Quantas vezes você de fato ouve alguém até o final antes de começar a raciocinar ou se distrair em pensamentos?

Um dos princípios do mindfulness é exercitar esse ponto, fazendo você ouvir, absorver e só depois emitir sua opinião.

Contemple o ambiente onde se encontra:

Perceba e sinta o ambiente onde você está, com quem você está. Sinta a energia dos lugares e das pessoas.

Se perceba:

Preste atenção na forma como você anda, como você come e como você realiza outros hábitos rotineiros.

Ao comer, tenha calma, sinta os sabores, aromas e texturas, aproveite realmente suas refeições;

Ao andar, sinta o peso do seu corpo, o ritmo das suas passadas, sua respiração enquanto anda.

Todos realizamos hábitos rotineiros como escovar os dentes, fazer xixi, andar e comer. E muitas vezes, enquanto realizamos essas atividades o pensamento vai para o passado ou futuro.

Experimente vivenciar todas essas coisas inteiramente, sem pensar no que já passou ou no que está por vir.

Aproveite mais:

A busca pela realização e a necessidade de se sentir produtivo nos motiva e nos leva cada vez mais longe. Ainda assim, também é importante fazer pausas, absorver e aproveitar mais os momentos e suas conquistas antes de partir para a próxima meta.

Mindfulness e trabalho:

Descubra como o mindfulness pode te ajudar a melhorar seu desempenho no trabalho:

Deixe a vida pessoal de fora:

Muitas vezes é um desafio, mas é extremamente necessário deixar a vida pessoal e os problemas fora do trabalho. Esses pensamentos, além de distrair a mente, impactam diretamente na produtividade.

Deixe esses problemas para serem resolvidos no momento que você de fato puder agir para resolver.

Faça pausas:

Ao finalizar uma atividade cansativa, tire de 03 a 05 minutos para relaxar e esvaziar a mente. Aproveite esse momento para respirar conscientemente. Assim, além de evitar o estresse, você melhora seu desempenho e percepções para as atividades seguintes.

Descarte as distrações:

Conversas paralelas e redes sociais são as coisas que mais tiram o foco do trabalho. Comprometa-se a deixar essas coisas de lado para se dedicar exclusivamente ao trabalho que está desempenhando, não só pelos resultados mas também pelo seu bem-estar.

Planeje sua agenda e anote suas tarefas:

Muitas vezes fazemos nossa mente de agenda, o que nos faz pensar o tempo inteiro em tudo que precisamos fazer, seja para não esquecer ou para nos cobrar.

Ao invés de se sobrecarregar com isso, transfira toda essa responsabilidade para sua agenda. Liste suas atividades e tarefas, assim você não precisará estar em constante estado de alerta.

Como iniciar a praticar o mindfulness?

Além de seguir as dicas acima, você pode buscar também podcasts, vídeos e livros que ajudam a atingir esse estágio. Assim como a pratica de exercícios, o mindfulness também deve ser praticado de forma regular.

A psicoterapia também pode te ajudar a encontrar as formas mais assertivas que se encaixam na sua realidade e estilo de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *